(11) 4032-8688 / (11) 4033-8687 vendas@m-arnaud.com.br

Quando você decide fazer uma viagem, o primeiro passo é arrumar a mochila, a questão é como arrumá-la? Não precisa colocar uma mochila nas costas e sentir-se pesado demais na aventura que você for fazer; confira algumas dicas que vão te ajudar na hora de montar a mochila:

Existem dois pesos quando nos tratamos das mochilas, o peso real dela, quando levanta-se a mochila, e o peso sentido, quando ela está sendo usada pendurada nas costas. Uma boa mochila, por melhor tecnologia que possua, irá machucar o seu usuário se for arrumada de maneira inadequada. Dependendo de como você acomoda as coisas dentro dela, sua estabilidade, equilíbrio, velocidade, agilidade e controle podem ficar comprometidos ou se arrumada de forma correta, podem ser melhorados de forma significativa.

Cada um dos espaços da mochila tem um objetivo certo, para que o peso ideal seja colocado ali, mantendo sempre o equilíbrio.

As zonas de uma mochila podem ser:

Zona inferior: A parte inferior da mochila deve ser colocado os objetos mais volumosos e os equipamentos que não usará até que chegue ao seu local de parada. Nesta parte o ideal é que coloque o seu saco de dormir, isolante térmico, roupas, etc

Os objetos de camping, como saco de dormir, isolante térmico, roupa íntima, etc, são coisas muito maleáveis e, por isso, se acomodam na parte inferior da mochila. Além disso, estes itens servem de “absorção de impacto” no caso de quedas e acidentes.

Zona central: Este é o meio da sua mochila. Nesta parte são colocados os objetos e materiais mais pesado e densos. Equipamentos como comida, fogareiros, água adicional (não a que você bebe durante a atividade) e outro tipo de equipamento que não seja fundamental para a sua atividade. Colocar na zona central o material mais pesado ajuda a criar um centro de gravidade estável. Este centro de gravidade deve apontar para baixo, não para trás.

Zona superior: Este é o topo da mochila. Uma zona ideal para colocar objetos e equipamentos menos volumosos e igualmente pesados. Além disso, por ser de fácil e rápido acesso devem ser colocados os equipamentos que mais necessita. Este é um ótimo lugar para colocar seu kit de primeiros socorros, remédios, capas de chuva, jaquetas, etc.

Bolsos laterais: Nos bolsos aproveite para colocar tudo o que necessitar com muita frequência e urgência. Itens como celular, bússola, GPS, papel higiênico, óculos de sol, chaves do carro, protetor labial, repelente de mosquitos, etc.

Parte externa: Na parte externa evite de pendurar coisas em excesso. Mas o indicado é colocar objetos muito grandes, mas não pesados, como bastões de caminhada, crampones, capacetes, etc.

A melhor maneira de começar a empacotar tudo na mochila é antes de colocar dentro da mochila, espalhando horizontalmente. Sair pegando tudo dentro da gaveta ou do armário e socar na mochila é uma tática ruim, empilhar as coisas na cama também não fica legal, o ideal é que antes mesmo de começar a arrumar a mochila, verifique tudo espalhado em cima da cama e veja o que é estritamente necessário.

Dica para colocá-la nas costas:

Parece muito simples, e até pueril, mas o principal é que antes de viajar coloque a mochila nas costas e dê uma volta no quarteirão. Nesta pequena volta de 400 metros fará você ter uma ideia de como será a sua experiência durante a sua atividade.

Experimentar as mochilas nas costas também lhe dará oportunidade de ajustar as alças e verificar algum tipo de manutenção emergencial que necessite. Entenda como manutenção emergencial: limpeza, troca de fivelas, etc. Se a sua mochila estivar rasgada, não arrisque!

* Vale lembrar que há ainda uma regra básica: nunca carregue um peso na sua mochila que seja igual ou superior a metade de seu peso corporal.